Leia aqui as postagens de meu blog:

Buscar
  • Poeta Perdido

Unidade Reptante

Atualizado: Fev 23

Verdadeiramente acredito que sou único. Mas desde onde isso é particularidade minha? Todos são únicos, e isto não os fazem particulares. Mas a mim me faz? Verdadeiramente acredito que faz. É um pouco de pessimismo com pitada de egoísmo, eu sei. Porém não quero aqui desvendar um eu não realístico. As cortinas da realidade sempre estão abertas a meus pensamentos, e a isso que se deve meu pessimismo. Porém não sou positivo, basto em ser neutro. Mas em realidade a negatividade em mim prevalece. Porém mesmo outra persona veio a mim com tais indagações. Desconheço essas figuras como sendo respiratórias. Outrora percebo esses rígidos traços naqueles já mortos, e lembrados. Aqui nem me dou ao serviço de autodeclarar-me gênio, pois nem aí o condão é suficiente.

Mas anexo a isso, traço-me em genialidade. Escrevo, pois, ainda espero que outrem leia, mas não conjecturo compreensão. Total compreensão, e até mesmo, sorumbático assim, imparcial. Então tenho esperança que em porvir venho a ler-me, e compreender-me, e me convencer que é bastante. Mundo sem personas capazes, é este mundo dos vivos. Vividos se proclamam, mas nem pulmões ainda têm saldáveis. Fumam fumaças mortíferas, e ainda querem ter razão pela vida. Matam e roubam uns aos outros, e ainda querem enjoa-me com seus discursos moralistas? Rio-me, gargalho-me, mundo em pecado. Mundo em pecado, o que é errado para vós, para mim nem mesmo é pecado, sou pecador e feliz por isso. Pito fumaças, mas pelo menos não roubo e mato. Neste caso, razão pela vida nem me esforço a desguarnecer.

Mas ainda sim posso patentear discurso moralista. A moral, prática ética, dos conjuntos étnicos, composta por humanos preconceituosos, é moral, e ainda sim continua moral. Imortal, é a condição moral, mas real, e a condição imoral. Porém você não vai compreender isso, desculpe. Mas se eu estiver errado, pelo ódio do demônio, me prove, santo arcaico, que deveria estar morto, junto comigo.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo