Leia aqui as postagens de meu blog:

Buscar
  • Poeta Perdido

Como lidar com o sofrimento profundo?

Atualizado: Mar 13

O tamanho do sofrimento é tanto que sua única certeza é que inevitavelmente não irá conseguir vencer? Existe um vazio muito grande dentro de ti, e tu não sabes como fugir desta escuridão gélida que é teu próprio coração? Tu sentes, bem no peito, o peso deste buraco negro que consome e esvazia a alma? És sim, um dos meus, que se arrasta pelo chão, pede esmola a quem passa, onde passam quem não olham. És tu daqueles que não vale um olhar, pela tristeza ou pelo desprezo, ou pelo dois, condenado à solidão em meio à multidão de pessoas desentendidas, distantes e diferentes. Tu, você(s) aí do outro lado cujo(s) sofre(em), junto a mim devemos reivindicar um importante direito, retirado de nós à força, pois sem força estávamos ou nem mesmo a chance tínhamos de força termos. O direito de nos controlarmos, perante a esse sofrimento, pois trago o pensamento de que somente o nosso controle perante ao nosso sofrimento, poderá pôr alívio na dor que lateja noite e dia, esta que sabes muito bem como é tê-la em seus dias e noites.

O autocontrole deve ser a forma com que nós os adoecidos, consigamos aliviar nosso sofrimento através de nossas próprias fontes. É um conceito que quando empregado em minha vida, modificou completamente minhas condições para com minha depressão, e onde pude começar a evoluir novamente a partir desta desabilitação. Os passos são pequenos, o caminho é gradual, mas com o tempo tu começas assumir pequenas partes do controle de si mesmo, a assim parte a rumar um processo de evolução e melhora em sua situação de sofrimento. Porém, nesta estrada pela qual também estou trilhando, observo que para haver este autocontrole mínimo capaz de desencadear um modo de melhoras internas, é absolutamente necessário que o indivíduo conheça um conceito anterior ao do autocontrole, que é o da autocompreensão. Ou seja, quero dizer que é essencialmente necessário que o indivíduo disposto a reivindicar seu autocontrole, antes busque conhecer e compreender a si mesmo, pois assim saberá como empossar este controle de si, tão necessário para quem sofre deste vazio de propósitos que são as diferentes formas da depressão e dos sofrimentos por tristeza, melancolia, desprezos e abandonos em geral.

Conhecer e compreender a si mesmo, para poder reivindicar o direito do autocontrole, me parece um caminho valioso para quem estiver passando por estas situações de sofrimento, sobretudo mental. Portanto quero começar a escrever sobre estes conceitos para que meus ‘conterrâneos de estrada’ possam de alguma forma sofrer menos do que sofrem, e para que os outros possam sobretudo saber sobre como é viver/sobreviver nesta estrada tão vazia e dolorosa. A quem se interessar em conhecer estes conceitos, acompanhe minhas próximas postagens no meu blog, onde pretendo elucidar e discorrer sobre o assunto, pois sem dúvida auxiliar de alguma forma no sofrimento de quem esteja passando por situações em que sei como é passar, é para mim minha maior missão que assumo a partir de todo os meus projetos. Isto é não só filosofia de vida, mas sim um dever que tenho para com a minha humanidade. Portanto irei partilhar minhas reflexões e resultados acerca de como lidar com o sofrimento profundo da depressão, e das situações de dor psicológica geradas por traumas, abandonos sociais e desprezos familiares. Onde o indivíduo está passando por um sério caso de sofrimento mental, e para qual quero de alguma forma estender a mão através de meus textos.

Se conheça e se controle! E continue lendo meu blog para saber melhor sobre =) Voltarei em breve, leia minhas poesias aqui, e também leia meus textos filosóficos aqui!

Se o assunto que este texto traz lhe interessa, você pode compartilhar este post nas redes sociais! Este é um pequeno texto de apresentação do conteúdo que pretendo começar a publicar em meu blog, caso tenha alguma sugestão comente nesse post!

Obrigado por estar aqui. Até mais!



Para ler o próximo artigo sobre minhas pautas pessoais, clique aqui.



32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo